Pessoas na rua e uma orquestra sinfônica sem maestro. E agora?

Pense em uma orquestra sinfônica na rua e um cartaz que dizia: “dirija-nos.” A ideia era que os pedestres tivessem a possibilidade de executar uma orquestra sinfônica e a mesma responder as mudanças de ritmo dos “maestros”.

O resultado? Uma bela experiência.

Continue lendo